"Como eu já estava a mais de um ano e meio sem sexo, não resisti, rolou no carro mesmo. Se eu não tivesse cedido tão cedo, ele voltaria a me ligar?"

Posted: | por Felipe Voigt | Marcadores: ,
Querido ogro.

Por que nós, mulheres, temos o coração tão vagabundo? Conheci um cara, mais ogro que você por sinal, ele tem o temperamento igual ao meu, fala pouco, é reservado e é um chato assumido, nós dois temos o mesmo signo (Gêmeos), signo difícil.

Tudo começou quando começamos a conversar em um chat e ele se convidou a vim comer uma pizza em minha casa, eu não levei muito sério, mas ele insistiu, eu pedi para ele me ligar e ele ligou. Depois de meia hora ele chegou no meu bairro, o começo da conversa foi díficil, os dois falam pouco e eu fiquei meia nervosa, ficamos conversando dentro do carro, próximo ao meu bairro. Eu gostei dele, conversamos por mais de uma hora.

Nessa altura eu já estava louca pra beijar a boca dele, tomei a iniciativa. O cara era um gostoso, e como eu já estava a mais de 1 ano e meio sem sexo, não resisti, rolou no carro mesmo.Acontence que durante a transa minha mãe me ligou no celular. Depois disso terminamos e ele me trouxe para casa.

O fato é o seguinte: eu gostei dele, mas sei que ele não vai me ligar. Você acha que se eu não tivesse cedido tão cedo, ele voltaria a me ligar? Ele ficou assustado pq minha mãe me ligou? Estou confusa, eu sei que nós dois nunca daríamos certo, mas eu gostei do sexo dele, o que devo fazer, devo procurar ele? Não me arrependo de ter transado logo de cara, porque eu estava muito afim, mas queria muito que tivesse outros encontros. Me ajuda Ogrooooo.

Cara lesada do "backseat rhythm",

Porra, você conhece o cara num chat, ele se convida pra ir "comer uma pizza", você aceita e acaba dando pra ele no carro. E acha que ele vai querer de novo? Você conheceu um daqueles tarados cibernéticos, que buscam bucetas carentes por aí, loucas para saciarem suas carências.

Você estava a mais de um ano sem trepar e cedeu. E deu. E agora? Será que o sexo foi tudo isso mesmo ou a situação é que foi excitante? Você, na seca, dando de sopetão para um estranho num carro em uma rua qualquer. Situação fetichista agregada ao desespero.

Entenda: você gostaria de qualquer sexo depois de um ano e meio sem. Até mesmo um poste iria te foder divinamente. E você iria reclamar que o poste não te deu bola, depois.

Por mais ridículo e machista que soe - e é ridículo, mesmo - ele te vê como uma foda fácil. Não tem o benefício da conquista, da dificuldade, do desafio. Tem até estudo que diz isso! O dia em que ele não conseguir ninguém ou estiver cansado de se masturbar, ele vai te procurar. Você também o vê assim, como uma foda e nada mais. Mas ao mesmo tempo que quer deixar isso claro, você se entrega e mostra que quer algo mais do que apenas o sexo.

Se procurá-lo, vai fazê-lo se sentir demais e aí, sim, ele ira esnobar e pisar, mesmo. Ignore-o, procure outra foda e deixe esse apenas como uma noite excitante. Melhor assim. Você também não vai querer um cara tão volátil. Ou vai?

Agora, o que tem a ver sua mãe ter ligado? Isso não assusta ninguém. Você está procurando desculpas para justificar a ausência dele. E a justificativa está no meio das pernas dele: pensamos com o pau, tem horas.

Mas como sei que vai ficar surtada quando o vir on-line no MSN e ele não te chamar, proponha o seguinte a ele: se encontrarem agora para uma outra trepada no carro. Assim, direta e sem pudores. Se ele der desculpas, dizendo que está ocupado demais ou que tem compromisso, você irá entender o que quis dizer acima: não há melhor afrodisíaco para um homem do que a conquista daquilo que lhe soa "impossível". Quanto menos temos, mais queremos ter!

4 comentários:

  1. @SandrinhaCost disse...
  2. Adorei o Post! O que acho mais legal nas suas respostas é que vc diz exatamente o que toda mulher sabe, mas sempre tem dúvidas se é assim mesmo, ou não! Romantizamos até uma rapidinha no carro de um desconhecido! Aí vc "joga" a realidade na cara e fala: "Ow, acorda!!"

  3. carol disse...
  4. É... esse "Ow, acorda" é foda de ouvir.. o grande lance eh estar aceitando as regras do jogo (como odeio quando as relações são entremeadas por joguinhos, aff).
    Não romancear o que de fato foi aquilo...
    Mas que é foda é... era um desconhecido, a situação favorecia.. e a coisa vista pelo olhar masculino vira algo tão machista .. argh..
    Mas a verdade nem sempre é agradável, né? Se vc aceitou isso... tem que aceitar q não vai pra frente. Injusto??.. talvez.. mas como perguntou o Ogro.. vc quer um cara assim??
    Beijos... (tonta até agora com a aspereza da verdade..kkk)

  5. Anônimo disse...
  6. "pensamos com o pau, tem horas"

    corrigindo: os caras sempre pensam com a cabeça de baixo.
    e a menininha ai que pensou com a buceta não consegue admitir isso.
    Gente... Fora o pudor já!
    Admita que gosta mesmo é de dar..
    Sem essa de principe e marcha nupcial.

    @susyalves

  7. André disse...
  8. Este problema dos "joguinhos" e de romantizar absolutamente tudo é tipicamente feminino.

    Nada contra, mas é a mais pura verdade. Os homens em geral vêem os relacionamentos (seja de uma rapidinha no carro a um casamento de 10 anos) de maneira mais prática, sem rodeios.

    Esse "ow, acorda" se faz necessário muitas vezes e sempre soa machista, mas é justamente pois nós, homens, temos uma visão mais simplificada...

    Eu vivo soltando uns "ow, acorda" desses pra minhas colegas e talz, e sempre sou tachado de machista...

    Fazer o que, minhas intenções são sempre as melhores...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...