"Quando eu tinha 13 anos, fui estuprada pelo meu irmão mais velho..."

Posted: | por Felipe Voigt | Marcadores: , ,
Querido Ogro...

Bom, não sei direito como contar isso para um desconhecido, mas peguei uma simpatia por você muito grande, e não usarei meias palavras, serei rápida e contarei tudo sem pensar.

Quando eu tinha 13 anos fui estuprada pelo meu irmão mais velho. Acordei totalmente perturbada na manhã seguinte e recebo a noticia da morte do meu avô. Não tinha condições de naquele dia contar para o meu pai o que tinha acontecido. O tempo foi passando, e não tinha coragem de contar a ninguém. Até que resolvi contar aos meus pais. Ele descobriu e fugiu da cidade junto com a mulher.

Meus pais praticamente nada fizeram a respeito e, desde então, fui a menina revoltada. No começo achava que, em algum momento, eu tinha tido culpa naquilo, pq ele falava que eu andava de pijama pela casa provocando ele e tal. Mas depois de anos de terapia, vi que não era culpada. Mas tive uma fase longa de putaria, transei com metade da minha cidade, sempre em busca de um prazer que não conseguia sentir por ninguém.

Transar por transar apenas, era uma forma de provar sei la o que para sei la quem.

No meio desse caminho, não sentindo prazer com homens, me envolvi com uma mulher... Também não sentia nada, mas gostava da companhia em si dela. Mas acabou e fiquei tachada na cidade como sapata. Foi carência total e vontade desesperada de sentir prazer.

Dai comecei a namorar um amigo meu... e foi quando descobri o orgasmo! Misturei meus sentimentos, e amei ele como nunca amei e nunca mais amarei ninguém. Mas a gente era muito diferente e o namoro acabou.

Tempos depois conheci meu marido, ele sempre me tratou bem, e sentia orgasmos com ele no começo... mas de um tempo pra ca não sinto mais nada, a gente transa e eu fico pensando: "Acaba logo, porra!".

Queria MUITO sentir prazer de novo, queria que um homem me pegasse de jeito sabe, e voltasse a sentir o que ja senti antes. Meu casamento esta uma merda, a gente só briga, mal nos falamos, e quando a gente se fala, briga. Tem dias que penso em largar, mandar ele a merda e partir para outra, só que tem um problema: todos meus amigos são casados e tal. Se eu largar dele, vou fazer o quê? Sair com quem? Como recomeçarei minha vida?

Todo mundo na vida cidade, sabe o que eu ja aprontei, meu marido é de fora e sempre me disse: "seu passado nao me importa, importa para mim quem vc é a partir de quando conheci vc".

Portanto querido ogro, queria que vc me ajudasse, pq esse mês é difícil pra mim, é aniversário do acontecido. Não consegui perdoar meu irmão! Ele alega que era a cocaína e bla bla bla... Converso com ele às vezes, mas perdoar é muito dificil, até pq demorou ANOS para ele vir tocar no assunto comigo, e quando o fez, senti que foi de forma falsa.

Enfim... me ajuda.

Minha cara,

Confesso que essa foi a pergunta mais difícil de responder... por isso levei essas semanas pra responde-la. Trata-se de uma situação bastante complicada e não dá pra lidar com o assunto apenas na ironia ou sarcasmo. É algo que, obviamente, modificou toda sua vida e a forma como se relaciona com os outros.

Primeiro, é preciso ressaltar uma coisa: você não é obrigada a perdoar seu irmão apenas porque é seu irmão. É preciso parar com essa cultura de que devemos aceitar tudo o que nossos parentes fazem... apenas por serem nossos parentes. Aceitar é o caralho!

O foda é conseguir não deixar que algo assim a defina... seja quando você se lembre do caso, seja quando conte a alguém. A cara de piedade das pessoas ao ouvirem é das coisas mais idiotas que poderiam ser feitas, né?

Bom: essa forma que buscou, por um tempo, de se "penitenciar" pelo ocorrido, é bem passível de compreensão. Afinal: você se culpava pelo fato, sentia vergonha... e toda mulher vítima de violência sexual apresenta algum distúrbio sexual e de relacionamento.

Você buscava dominar, para não ser dominada novamente... Na sua concepção, você estava abusando para não ser abusada. Já deve ter passado por isso: quando a situação da transa "lembrava" a situação do estupro, você ficava com falta de ar, ficava sem saber o que fazer nem como "fugir" daquela situação novamente, né? Qualquer coisa mais brusca te remetia ao fatídico dia. Por isso que você tomava a iniciativa, para não se ver subjugada novamente... Era um misto de fuga, auto-punição e medo!

Mas viu que isso tudo foi apenas um auto-flagelo, para tentar coibir o remorso de "ter dado bola" ao seu irmão e ter "deixado" acontecer. Sim, por um tempo você assimilou a versão dele para o caso e se achava responsável. Espero que a terapia tenha, realmente, te tirado essa sensação. Você não deu bola, você não deixou acontecer... a culpa foi dele e PONTO!

Outra coisa: não caia nessa balela religiosa de que precisa perdoar, que o perdão é divino... Divino o caralho! Não é obrigada a perdoar esse filho da puta. Pau no cu dele! Ele que viva o resto da vida com o peso de ser um animal inescrupuloso.

Culpar a cocaína é fácil, mas quero ver dar uma nota de 100 reais para um viciado no auge da crise e pedir para rasgá-la. Claro que não fará. Portanto, ele sabia o que estava fazendo, sim! Você mesma disse: não sentiu verdade no pedido de desculpas dele. Ou seja: não foi real o arrependimento. Se tivesse sido, acredite: você sentiria.

Sobre seu prazer: notou que, quando você estabelece um laço de cumplicidade com alguém, você goza? Foi com seu amigo, foi no início com seu marido... Mas, com o tempo, esse laço é desfeito. Precisa identificar qual fator causa esse desatamento. Talvez um medo (novamente ele) de se abrir para a pessoa e sofrer novamente?

Busque restabelecer esses vínculos com outras pessoas... Arrumar um amante, por tempo determinado, pode te ajudar a se ver novamente como mulher e te refrescar os pensamentos. Uma relação com outro homem pode te causar duas coisas: a certeza do seu relacionamento com seu marido ou a certeza de que precisa ter uma vida nova.

E, por favor, pare de se sentir coitadinha pelo que aconteceu! Pare de se menosprezar e sentir pena de você mesma. Enfrente o trauma sem se transformar numa traumatizada... Deixe de viver a fase da descrença e da auto-acusação.

Nessas horas de sufoco, saber que não é a única no mundo a sofrer com isso pode te ajudar a aliviar um pouco a pressão. Muitas vítimas foram violentadas por pessoas próximas, familiares... e durante a infância\adolescência. Já procurou conversar com elas sobre?

Ou seja: nesse caso, uma dor "dividida" se torna uma dor compreendida. E a compreensão é o primeiro passo para a superação!

39 comentários:

  1. Anônimo disse...
  2. Como não adorar vc Felipe? E olha que eu gosto da mesma fruta que vc, mas vc é um cara íncrivel!!!

  3. Anônimo disse...
  4. otimo post, assunto mtoo sério e concordo com tudo q escreveu,e esse lance de colocar a culpa na droga ñ rola mesmo, e perdão ñ se cogita.
    E o lance das certezas qdo se arrumar um amante é real mesmo*
    ADOREI

  5. Anônimo disse...
  6. Não consigo palavras para definir o que to sentindo lendo seu comentário... to lendo, lendo e relendo.
    Eu já desisti de perdoar ele, quero muito que ele se foda... mas sei que por mais que ele se dê mal na vida, ele nao vai passar por 1/3 do que passei, eu nao tenho vergonha de dizer, mas no fundo eu desejo mal a ele.
    Na epoca a noticia se espalhou na cidade, e realmente a cara de piedade que as pessoas me olhavam eram péssimas... e tinha gente que me via e falava: olha aquela puta pirralha que dá até para o irmão.
    Quanto a situação de lembrança do ocorrido, ele gozou na minha barriga... todas as outras vezes que isso acontecia, mesmo que eu evitasse, não tinha como não lembrar. era pessimo.
    Eu não sou religiosa, alias, tentei seguir varias religiões, mas não acredito e não sigo nenhuma...
    Quanto ao meu prazer, sinceramente, não sei dizer... acho que vc esteja certo... o lance da cumplicidade e tal.
    Não te disse isso antes, mas ano passado, tive um caso de leve com um ex meu, ele veio pra ca, paqueramos o dia todo, e rolou apenas beijos, que fizeram meu coração sair pela boca... mas INFELIZMENTE não transamos, por falta de oportunidade mesmo, e ele nao mora aqui e não nos vimos mais.
    Queria muito arrumar outra pessoa, mas como te disse, minha cidade é pequena, fica dificil isso acontecer.
    Eu ja fiz terapia em grupo, ja tentei de tudo. E não me sinto mais uma coitadinha, e nem gosto de ser tachada assim.
    Meus amigos recentes, não sabem o que aconteceu comigo, e nem conto, para ninguém fazer exatamente essa cara de coitado, sabe.
    Mesmo na minha fase que usei drogas sempre fiquei na maconha e uma vez usei "doce", MORRIA e MORRO de medo de provar cocaina, por medo de viciar e medo de sei la descobrir que a culpada era eu.

    Estou numa fase desacreditada no amor, acho que relacionamento é igual comida, depois que vence o prazo de vali dade, mofa e estraga. Quero ser feliz, quero transar, quero sentir prazer. é querer muito? Eu não sinto vontade transar com meu marido, é ruim, ele nem oral faz mais.

    Suas palavras mexeram comigo, não to conseguindo postar direito...OBRIGADA. Vc é uma pessoa incrivel.

    Amanhã, com calma agradeço e comento mais coisas com vc.

  7. carol disse...
  8. Só quem viveu isso pode saber a dor que é..cada uma com a sua... de formas diferentes.. e a maldita culpa sempre atrelada a tudo.
    Esses malditos não tem a mínima noção do qto podem estragar uma vida.. simplesmente pq não conseguem admitir recusas e pegam a força o q teria q ser espontâneo.
    Uma pequena sequela ou outra sempre fica .. e depende da gravidade das situações...mas é possível viver com elas, lidar com elas , até q elas quase nunca mais apareçam....
    Tomara q vc consiga... sua felicidade do jeitinho q vc quer.. pq esse sofrimento... nada paga... os anos de depredação moral... a culpa.... a auto acusação.. bola pra frente, mulher...
    Quanto a vc, Ogro.. deixou-me sem palavras pra ti... emudeci...
    bjokas

  9. Anônimo disse...
  10. Eu estou apaixonando por vc, Ogro! Q isso?!
    (depois desse post...sei não)

  11. Anônimo disse...
  12. Eu tbm já passei por isso só q com meu pai... Sentia exatamente o que ela sente, e agora você me ajudou muito aentender o que se passa na minha cabeça... Não dá pra perdoar a pessoa que fez isso comigo, pq assim que contei pra minha mãe (10 anos depois) ele se suicidou... Covarde é pouco. Mas hoje estou feliz com a pessoa que amo, e me compreende a cada crise. Ogro, você é simplesmente perfeito! bjs

  13. Anônimo disse...
  14. Bom... sou a pessoa que passou por isso. Espero ajudar de alguma forma, alguém que possa estar passando pelo que passei.
    E queria falar que arrependo MUITO de nao ter denunciado ele a policia na epoca... e sugiro que se alguém passa por isso, denuncie, não tenha medo. E deixe a pessoa que estragou uma parte da sua vida se FUDER na cadeia.
    O felipe soube ler meus pensamentos e entendeu exatamente o que eu queria ler quando me abri com ele.
    Façam o mesmo, o problema não vai resolver, mas a sensação de conforto vai aumentar e muito.
    Eu adoro esse ogro.

  15. Anônimo disse...
  16. Só mais uma coisa, é muito dificil conviver com meu irmão, ele fugiu da cidade e voltou ha alguns anos, logo quando ele voltou eu fui morar em outra cidade, agora, há 2 anos moramos na mesma cidade. E sempre nos encontramos. Essa com toda certeza é a pior parte.
    Tem dias que vou na minha mãe, vou ao banheiro e fico olhando para ver se ele nao vem atras de mim.
    E o ocorrido foi há 18 anos...

  17. carol disse...
  18. Vc deu um passo muito grande... e sabe, não se culpe em relação ao seu irmão, não. Não se sinta mal por isso, é uma reação simplesmente normal. Siga sua vida e risque a palavra CULPA do seu vocabulário. Meu caso foi menos grave que o seu, mas conheço gente q passou isso com familiares.. até mesmo na minha família. Seus sentimentos em relação ao seu irmão são altamente compreensíveis. É um preço q ele vai ter que pagar pro resto da vida...
    Esse assunto nunca deve deixar de ser exposto, pois muita gente sofre em silêncio.
    Beijos

  19. Anônimo disse...
  20. Minha querida eu chorei lendo sua historia, eu sei muito bem o que vc passou pq eu passei por situação bem parecida, e foi com o meu primeiro namorado, eu tinha apenas 17 anos. Passei por humilhaçoes e agressoes terriveis, inclusive estupro. Esse tipo de homem se sente diminuido pela pessoa que vc é e tenta de todas as formas te colocar pra baixo. Sao doentes! e vc se torna doente por estar ao lado de um desses. Livre-se dele! o quanto antes!! eu consegui me livrar com a ajuda da minha familia (meu pai chegou a ir à policia). Hj em dia eu levo esse grande aprendizado pra minha vida, nenhum homem sequer levanta a voz pra mim, nunca! nunca mais!
    Tenha amor proprio! pense que vc nao é obrigada a passar por tudo isso!
    Não permita que ele faça tudo novamente!

  21. Anônimo disse...
  22. meu sobrenome é Alex eu li a todos os comentarios aqui publicados é reaumente comovente o que as pessoas possam fazer a vidas de outraz pessoas;mas não é pior do que estou presenciando neste momento eu já não sei mais o que fazer mas ainda não desisti e nem vou desisti espero que jamais,aonde procurar ajuda?Conheço uma pessoa maravilhosa que passou praticamente dez anos de sia vida sendo abusada sexualmente, a ultima vez se deu que essa pessoa maravilhosa foi golpeada pelas costa onde passou seis meses em coma no hospital, hoje ela ainda vive com esse crapula,que é seu marido ainda mas não tem nada mais com ele a uns dois anos mas o medo é presente na vida dessa pessoa maravilhosa. Eu a conheci quando ela começou a trabalha comigo em tão ela se abril e contou tudo pra mim pela primeira vez,não sei como mas ela se apaixonou por mim e eu por ela,nos temos um relacionamento escondido fasemos amor só que descobri que ela não sente orgasmo estou de mão atadas,E tudo muito gostoso ela tem uma ótima exitação e lubrificação também rola tudo entre oral,menos anal que ela não quer e eu respeito.a minha vontade é de matar esse maldito,mas eu acredito em deus.ela dizia no começo do nosso relacionamento que nunca sairia da casa por caisa dos dois filhos mas hoje ela ja pensa em ser feliz e quer sair da casa eu a convenci que deus quer que ela seja feliz não inporta com quem ela esteja.mas ela ainda tem muito medo eu faria tudo por ela mas eu não tenho muito a oferecer,ela quer sair para casa que ela comprar, que eu não sei quando sera isso.éla descobriu o amor comigo mas não por completo, queria que fosse por completo pra éla,por que pra mim já é.o que devo fazer?
    Para dar mais detales queria que alguem entende-se tudo isso.

  23. Anônimo disse...
  24. concordo com tudo q foi dito pelo ogro só acho q a pessoa q escreveu contando sua historia deve procurar um psicologo para q ela possa se livrar desse trauma ou ela vai sofrer a vida toda com isso e o irmã ela ñ deve perdoa mesmo pq nada justifica ele fazer uma coisa q prejudicou muito a vida o psicologico dela e creio q o problema q vc tem em seu casamento é uma consequencia de tudo o q te aconteceu pq vc deve ter problemas em se relacionar com as pessoas mais te digo ñ deixe q esse trauma acabe com sua vida vc deve levantar a cabeça seguir em frente ñ te falo pra esquecer do acontecido pq isso é impossivel mais tente ir a um psicologo creio q isso vai te ajudar muito ...bjs espero q vc possa da a volta por cima e ter uma vida melhor se quiser pode me adc no msn: martabrandao04@hotmail.com

  25. Anônimo disse...
  26. Quando tinha mais ou menos 07 anos , meu irmão com 12 me estuprou, nunca havia contado a ninguém até agora.Mas isto sempre me pertubou, tanto que nem casei.
    Estou com 52 anos e nunca quis contar para não magoar meus pais.Mas agora resolvi contar e ninguém acredita em mim...Minha sobrinha formou-se em direito é quer me processar por calúnia , injúria, difamação e danos morais...O que eu faço? O crime já prescreveu ou eu ainda posso processá-lo?Alguém, por favor me ajude...

  27. Felipe Voigt disse...
  28. Você, do comentário acima: me manda um e-mail e vamos conversar sobre? Seria mais fácil falarmos. Pode ser?
    Sua sobrinha não tem direito nem fundamentos para fazer isso. Está apenas querendo te calar a boca usando artifícios manipuladores, fatalmente estimulada por ele e pela vergonha de saber que tem um monstro como pai.
    Enfim: me manda um e-mail, por favor.

  29. Anônimo disse...
  30. minha namorada que foi abusada pelo pai até os 11 anos também gostava de sexo cmg no começo da relação agora ela nao gosta mais... estou procurando resolver isso, se alguem puder me ajudar peço que entre em contato cmg, rafapba_@hotmail.com

  31. Anônimo disse...
  32. Oi eu tenho 22 anos hoje e desde meus 8 anos sou abusada pelo meu irmão,ele nunca consumou o ato mais sempre me olhava ao tomar banho, quando ia ao meu quarto,pra te falar a verdade cheguei a ter medo de tomar banho pra ele não me ver,e hoje aos meus 22 tive q vim morar com ele pois meus pais faleceram e minha família é fraca então optaram por eu vim morar com ele e até hoje eu com 22 anos ele já tentou me pegar três vezes contra minha vontade e ele nunca consegue prq eu grito mais sempre fico com pena de denunciar ele e não conto a minha família por medo de eles não acreditarem em mim,eu não sei o q fazer por favor alguém me diz alguma coisa estou sofrendo muito com isso...

  33. Anônimo disse...
  34. ola querida. fiquei comovido com sua história. eu namoreu uma moça que sofreu este tipo de violencia de seu pai dos 16 até aos 22 anos mais ou menos. No começo ela nao sentia orgamos, até então nunca tinha sentiu. Foi um relacionamento dificil mas aprendi muito com ela. Descobrimos juntos a forma de sentir prazer e sermos felizes. hoje nao estamos mais juntos. ela se casou mas ainda somos muito amigos.
    Se voce quizer que eu tente lhe ajudar mande-de um email. sou de SP. meu email thunderfran@hotmail.com
    me envie um email que a gente tenta conversar um pouco
    bjs
    francisco

  35. Anônimo disse...
  36. Isso é bastante complicado,realmente so quem passou por isso sabe o quanto é dificil essas coisas.eu sofri durante anos com isso,tambem fiz sexo com varios meninos sei la pq,pois sempre eu sentia um nojo desgraçado eu tinha vontade de la colocar fogo no meu corpo de tando nojo q eu sentia.ainda hoje eu nao consigo dormi.quando fui molestada a primeira vez eu so tinha 6anos e iso foi acontecendo ate que quando eu fiz 11anos ele finamente conseguiu me estrupar.
    bem apos um tempo eu fui embora pois continuar a morar na mesma casa que ele omarido da minha mae ja tava mais do q insuportavel eu pensava em me matar todos os dias eu so ficava me perguntando pq aquilo tava acontecendo comigo bem de baixo dos olhos da minha mae e ninguem percebia nada naquela epoca eu tinha muito medo de contar tinha as ameaças,eu tambem ficava imaginando como minha mae ia se sentir se ela faria agulma besteira e acabar com vida dela sem contar nos meus tios q poderiam tentar tambem em acabar com ele e se complicarem.
    eu so pensava em todos os dias em contar a alguem e me liberta eu ja estava enlouquendo eu so qria q alçguem aparece e me salvace.
    as coisas começaram a pior quando ele se deu contar de q eu gostava de meninas o inferno foi pior depos disso.entao fui embora,morei em outro estado apos um ano eu voltei para casa gravidadepos q eu tive meu filho as coisas mujdaram de fugura pois eu sabia eu tinha a conciencia de q eu tinha de devende lo de qualquer forma e ele nao se conformava pelo fato de q eu tinha engravidado de outro,ele estava disposta a tudo pra acabar com minha vida.
    foi entao q um dia eu explodi e joguei toda a merda no ventilador e dise tudo a minha mae, o desgraçado tao filho da puta ainda teve a coragem de dizer q eu e ele tinhamos um romance e q eu o procurava meus Deus como ele conseguiu fazer aquilo.
    o q mais me revoltava em tudo foi q simplismente minha mae fingiu q nada tinha acontecido e continuou com ele como se toda a culpa fosse minha,e eu tambem por muito tempo acreditei nisso eu m senti suja eu me senti a pior pessoa do mundo.
    bem vou para de contar essa historia por aq pois ja nao consigo mais escrever sobre isso.ate hoje ainda nao conseguir perdoa minha mae por isso,mais eu a amo acima de tudo,mais ainda nao conseguir perdo la.
    por favor quem estiver lendo isso por favor cuidem de seus filhops por favor eu suplico prestem atençao neles pois nem siquer podem imaginar o quanto isso é doloroso.

  37. Anônimo disse...
  38. sinceramente?acredito que vc deva arrumar um emprego e alugar um lugar pra vc morar sozinha,assim sera mais seguro.

  39. Aline Souza disse...
  40. é muito complicado... to pasando por isso e nao to com coragem de encara a minha familia. ja contei a minha mae ki eu fui estrupada mais ta sendo mt dificil para mim por que eu tenho uma pessoa ki eu amo muito mais ele nao estar aki do meu lado nesse momento. mais o pior de tudo é ki isso aconteceu e junho desse ano de 2012 i eu nao queria que ninguém soubece do que tinha acontecido i eu mesma fui em uma farmacia i comprei um teste de gravides i deu negativo mais ao passa do tempo a minha barriga foi cresendo i cresendo i até ki parei de mestruar ai eu fiz um ixame de sangue i consto positivo. i agora ja é novembro i nao tem como fazer nada.agora em dezembro dia 21 o meu marido sai da prisao i eu vou ter ki fala o ki aconteceu i ver si ele mi ajuda... é muito ruim passa por isso... eu nao dezejo isso a ninguém mais eu sei ki deus ta comigo i eu confiu na quele ki mi fortalese todos os dias de minha vida...DEUS É FIÉL....

  41. Anônimo disse...
  42. Não sei... Quer dizer eu sei... Minha reação é igual a sua, é a mesma, minha psicóloga diz que é mais fácil me entregar que ser violada de novo, mas que eu preciso resistir, preciso me amar.

    Mesmo assim é difícil, muito difícil, normalmente até sinto prazer, só depois fico cabisbaixa me culpando, lembro do que todos me disseram quando aconteceu, que eu sou uma vadia, que eu fui culpada pelo que aconteceu.

    Um deles morreu, o outro se tornou evangélico, hoje diz que não lembra do que fez, que não era ele e que eu deveria perdoar se tivesse Deus no coração, mas como perdoar alguém que diz não ser culpado... Que merda de pedido de perdão é este.

    Mas infelizmente o mais implacável de todos os juízes, aquele mais me condena sou eu mesma e ainda não consegui evitar isso.

  43. Anônimo disse...
  44. Oi e eu numca falei isso pra niguem mas eu queria que voce me ajudase eu tenho 12 anos mas quando tinha 5 anos um cara me molestou e eu tinha medo de conta e o tempo passo quando eu interei 9 anos tinha um senho amigo da minha vo vinha todo dia ele tocava em mim ate que um dia eu falei pra minha avo mas ela nao acredito entao toda vez que ele vinha eu ia imbora so voltava depois o tempo passo i agora to com 12 anos o tio ta minha mae tento me estrupa so que eu corri e ate hoje ele me persegue eu numca falei nada disso pra niguem e o que eu fale pra minha vo morreu com ela queria que voce me ajudase eu nao sei mas o que faze eu ja tentei me mata mas na hora me encontraram e me levaram pro hospital me ajudaaaa ! e tambem o proprio sogro da minha tia to desespérada

  45. Anônimo disse...
  46. Oi e eu numca falei isso pra niguem mas eu queria que voce me ajudase eu tenho 12 anos mas quando tinha 5 anos um cara me molestou e eu tinha medo de conta e o tempo passo quando eu interei 9 anos tinha um senho amigo da minha vo vinha todo dia ele tocava em mim ate que um dia eu falei pra minha avo mas ela nao acredito entao toda vez que ele vinha eu ia imbora so voltava depois o tempo passo i agora to com 12 anos o tio ta minha mae tento me estrupa so que eu corri e ate hoje ele me persegue eu numca falei nada disso pra niguem e o que eu fale pra minha vo morreu com ela queria que voce me ajudase eu nao sei mas o que faze eu ja tentei me mata mas na hora me encontraram e me levaram pro hospital me ajudaaaa ! e tambem o proprio sogro da minha tia to desespérada eu tenho medo dos meus propios tio ...

  47. Anônimo disse...
  48. Oi e eu numca falei isso pra niguem mas eu queria que voce me ajudase eu tenho 12 anos mas quando tinha 5 anos um cara me molestou e eu tinha medo de conta e o tempo passo quando eu interei 9 anos tinha um senho amigo da minha vo vinha todo dia ele tocava em mim ate que um dia eu falei pra minha avo mas ela nao acredito entao toda vez que ele vinha eu ia imbora so voltava depois o tempo passo i agora to com 12 anos o tio ta minha mae tento me estrupa so que eu corri e ate hoje ele me persegue eu numca falei nada disso pra niguem e o que eu fale pra minha vo morreu com ela queria que voce me ajudase eu nao sei mas o que faze eu ja tentei me mata mas na hora me encontraram e me levaram pro hospital me ajudaaaa ! e tambem o proprio sogro da minha tia to desespérada eu tenho medo dos meus propios tio ...

  49. Anônimo disse...
  50. Eu quero fuji mas nao tenho pra honde i minha familia ja mais entederia todas as veses que apanhava de pal sem saber porque eu nao aguento alguem me sede um luga ai ....

  51. emanoel pinheiro disse...
  52. bom.. nao sei como vc faz isso mais vc é muito inteligente.. e tem com vc mesmo, um livo de auto ajuda.. um dia vou precisar de um concelho seu.. tenha uma otima tarde..

  53. Anônimo disse...
  54. Ola , tenho um tio de 16 anos ele leu umas mensagem no meu face e desde então só me enche o saco por causa de meninos.
    Eu já discuti com ele , minha mãe me bateu por causa disso.
    Realmente não sei mais o que eu faço , pois ele me perturba 24 horas por dia.
    Isso sabendo que ele em 16 anos.
    Alguém pode me ajuda ?
    Pois não agüento mais.
    Ele acha que é dono da minha vida.
    Minha mãe vive cobrando de mm sobre isso.
    Affs alguém me ajuda por favor ?

  55. Anônimo disse...
  56. Oi galera
    bom eu nunca fui molestada mais eu me sinto estranha tenho vergonha do meu corpo tenho vergonha da minha aparência eu tenho medo de me relacionar com outras pessoas tenho medo de arruma r um emprego em uma loja tenho medo de entra em uma lanchonete com medo das pessoas ficarem me observando não sei mais óq eu faço.
    Me ajudem por favor obrigada bjkss

  57. Anônimo disse...
  58. Meu irmao gravou um video sem a minha altorizacao de mi fazendo sexo com minha namorada e compartilhou com os amigos deles, ele tem 22 anos, eu to com muita vergonha do acontecido,ha alguma coisa que eu deva fazer? Tenho algun direito? Por favor me ajude.

  59. Anônimo disse...
  60. 2013 e ainda existem mulheres que acreditam que para ser feliz tem que ter um homem do lado.
    Como diz Jô Soares
    "A melhor maneira de ser feliz com alguém é aprender a ser feliz sozinho. Daí a companhia será questão de escolha e não de necessidade."



  61. Stacey Sleck disse...

  62. minha história vai para todo mundo lá fora, que estão na situação que eu também tenho de ser completamente. e como eu estava saved.I foram rejeitadas pelo meu marido depois de nove (9) anos de casamento só porque uma outra mulher tinha um feitiço sobre ele, e ele me deixou e as crianças a sofrer. um dia, quando eu estava lendo na web, vi um post sobre como esta mágica caster Dr. Kumar deste Email: spellcasttemple@gmail.com tem a ajuda de uma mulher para voltar ao marido. e eu dei-lhe uma resposta para o endereço dele e ele me disse que a mulher tinha um feitiço sobre o meu marido e ele me disse que ele vai me ajudar e depois de dois dias que eu vou ter o meu marido de volta. Eu acreditei nele e hoje eu estou contente de deixar que todos sabem que esse lançador de magias tem o poder de trazer os amantes de volta. porque eu agora estou feliz com o meu e-mail husband.his: spellcasttemple@gmail.com você pode contatá-lo para ajudar e obter o seu problema resolvido.

  63. Anônimo disse...
  64. Vou te dar a minha opinião acho que você deve seguir em frente , rescomessar de novo na sua vida mas de uma forma diferente esqueçer o seu irmão fez e se quizer não dar mais trela para ele. Vai para uma cidade nova arranja um casa , emprego e depois quando estiveres bem de vida arranja a tua propria familia com o teu marido e filhos mas isso só acontece quando estiveres disposta a tudo e não deixes de manter contacto com a tua familia menos o teu irmão se quizeres

  65. Anônimo disse...
  66. E mais uma coisa também fiquei triste com o que te aconteceu e lamento

  67. Anônimo disse...
  68. Oi pessoal li os comentários.. eu entendo bem... dos meus 5 aos 11 anos fui estrupada pelo meu irmão ... só fui entender realmente que o que acontecia era errado com 11 anos até então era tudo muito confuso,hoje em dia tenho poucas lembranças do que aconteceu tenho 21 sou casada mais as vezes vem fleches de imagens que me lembram do momento e é horrível...
    O meu irmão é 3 anos mais velho sabe quando dei um basta ele estuprou meu irmão mais novo... a hora que vi a cena corri e contei para os meus pais que bateram muito nele e o levaram ao psicologo ...porem não sabem que fui tb estuprada... as coisas ainda são meio confusas na minha cabeça .... então quando casei senti que deveria contar para meu esposo então escrevi uma carta... e para minha surpresa ele me deu muito apoio.
    Eu nunca passei em um psicologo por que tenho vergonha não sei como falar ... hoje em dia agimos como nada tivesse acontecido...eu tentei contar para a minha mãe mais ela disse que eu estava ficado louca e que não se lembrava que o meu irmão mais velho havia estuprado o mais novo.. ai eu fiquei mais confusa pq parece que estou inventando entende?
    Bom ao ver esses comentário vi que não estou sozinha é triste ..mais com vocês consegui desabafar o meu trauma.

  69. Luana Oliveira Costa disse...
  70. Não sei o que fazer fui abusada durante tres anos e meio contei pra minha família mas não acreditam em mim só minha mãe são poucos q sabem mas isso ainda me perturba de mais

  71. ANTONIO GIORDANO disse...
  72. No caso dela, tem que pensar que foi com o irmão e não com um estranho, se bem que isto não alivia, mas pensar tb que poderia ter sido bem pior, SE TIVESSE FICADO GRÁVIDA e PIOR, do próprio irmão, quando as possibilidades de a criança vir com problemas por causa da consanguinidade são enormes!!! Foi uma grande experiência e melhor ainda se foi a primeira! Tirar vantagem disso tudo, acho ser a solução e passar borracha sobre e não se lembrar mais (procurar conseguir né)

  73. Uma moça que agradece disse...
  74. Obrigada por ter este espaço, Felipe...
    dos 6 aos 11 anos fui estuprada pelo meu irmão, que é 5 anos mais velho. Nunca contei pra ninguém, nem mesmo pro meu noivo, embora eu confie e o ame muito, eu não sei o que ele faria. Tenho medo de contar para meus pais e acontecer alguma coisa, os dois já estão velhos. :\ Certamente a família ou vai fingir que nada aconteceu (o que no caso vai acabar comigo...) ou vai se partir (bom, talvez, diante desses fatos, ela nunca deveria ter existido com este nome). Mas eu não quero matar os meus velhos de desgosto. Do jeito que o meu irmão cresceu pra se tornar um merda na vida e um covarde, eu não duvidaria se ele se matasse. Como isso é um desfecho muito thriller pra minha família eu sigo calada. O foda é: Eu ainda divido o quarto com ele. Cresci e me tornei uma pessoa muito mais brava que ele e ele nunca mais vai encostar em mim, mas ter que encarar aquele filho da puta todos os dias é o fim do mundo. Eu quero sair de casa mas ainda faltam 3 anos de faculdade.
    Ler seu post e os comentários me ajudou muito. Eu achava que estava sozinha nessa, e que de alguma forma eu também tinha culpa. Hoje vejo que somos várias histórias inconvenientes varridas pra debaixo do tapete.
    Desejo muita força e coragem pra todas que já passaram e as que ainda passam por isso. E me desejem força pra encarar esse merda até terminar a faculdade. :(

    Mais uma vez obrigada, Felipe. Se todos os ogros do mundo fossem como você, palavrão e grosseria seriam música pros meus ouvidos.

  75. Anônimo disse...
  76. Gente eu fui estuprada pelo meu irmäo, eu tenho 15 anos e ele 16 foi sexo oral, e estou gravida do meu proprio irmao, falo pros meus pais que era de um namorado meu, mais eu nao disse que eu nunca transei com meu namorado. Eu tava tomando banho ai o meu irmao me agarrou, mais na verdade eu gostei

  77. Anônimo disse...
  78. Parei de ler quando a resposta foi não perdoar, pois nesse caso é fundamental o perdão, para que consiga superar tudo aquilo. Deus é o universo farão justiça, acredite. Perdoe, se livre disso, deixe seu coração leve, supere. Mas perdoar não significa dizer que você vai manter contato ou que você vai falar com ele normalmente. Perdoar é de libertar, isso é muito bom. Libere o seu coração e cure seu emocional. Vou orar por vocês.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...