"O padre foi muito atencioso e sempre que retornava, ele me procurava. Nós nos beijamos na Praça de São Pedro e ele sabe que sou casada".

Posted: | por Felipe Voigt | Marcadores: , ,
Querido Ogro.

Trabalho e realizo pesquisas fora do país, mas sempre volto ao Brasil. Há quase três anos, fui convidada para palestrar em Roma e como conheço alguns padres perguntei se algum indicaria um colega que estivesse por lá e que fosse brasileiro. Pois bem: recebi o contato, o padre foi muito atencioso e sempre que retornava, ele me procurava. Às vezes para passear, às vezes para conhecer a casa religiosa que ele mora (com outros tantos) ou eu o procurava para ter uma companhia ou para apresenta-lo aos meus amigos.

Passeamos muito, tomamos muitos porres juntos mas sempre amizade e companhia..ainda mais porque ele é da minha cidade, e cidade não tão pequena... todos meio que se conhecem mas nos conhecemos em Roma. Sempre muito simpático e atencioso. Ele é 5 anos mais velho do que eu e ainda somos jovens.. e tem quase 10 anos de sacerdócio.

Acontece que na última vez, agora em junho (após nove idas a Roma), perto da data que eu sairia rumo à Alemanha, nós nos beijamos na Praça de São Pedro! Nunca senti nenhum indicio de que ele se interessasse pro mim nesse tempo todo até essa ultima vez. Mas pensei ser coisa da minha cabeça até o beijo. Pensei que era só carencia dele sei lá... mas aconteceu!

Retornei recentemente ao Brasil, mas ele sempre me liga perguntando se estou bem, etc. O pior: ele sabe que sou casada (inclusive na igreja), conhece meu marido, familia... temos vários amigos em comum, batizou meu sobrinho, conheço a família dele, etc. Agora ele veio para o Brasil e logo que chegou ligou para mim. No nosso reencontro (e nas outras vezes que voltamos a nos encontrar) ficamos novamente!

E ele deixou explicito que me deseja mas me respeita muito... às vezes, quando estamos nos beijando, ele para e se vira, olha pra cima, se contorce e dá para notar que a vontade dele é transar comigo.. mas nunca comentou nada, só fala que pode fazer uma loucura.

Agora estou na dúvida: será carência, será que mexi com a libido do rapaz, será que ele é safadinho assim mesmo? O que será que ele quer? Pior: eu também quero (pois é, mexeu comigo) mas não quero perder o amigo... Se a transa for boa e depois acabar por razões de impossibilidade? Ou será que logo depois da transa ele me dará um fora?

Ou seja, estou confusa. Para piorar na hora dos beijos não sentimos culpa, mas será que depois da transa essa culpa não surgirá avassaladora? Será que ele só quer me comer?

Minha cara Maria Madalena,

Estás preparada para as pedradas? Sim, pois aquelas carolas baba-ovo de padre irão queimá-la numa fogueira em praça pública! Mas, felizmente, isso é algo metafórico, apenas... Na realidade, está realizando um fetiche que um monte de beata tem!

O que te incomoda mais: o fato dele ser padre e, portanto, "moralmente" condenável ou o fato de ser um cara fora do seu casamento te fazendo sentir coisas "socialmente" repreensíveis? Porque o único problema aparente que vejo é o fato de estar lidando com um aspirante à amante não o fato dele ser um "homem de Deus". (Porra, quantas aspas usei...)

Fosse ele seu mecânico ou seu advogado, suas dúvidas seriam as mesmas. Tipo: "é gostoso, dá vontade... mas e se levar um pé na bunda depois?". Não sei quanto tempo está casada, mas precisa ver quais fatores a levaram a se interessar por ele. Será que ele não apenas ofereceu aquilo que sente falta em casa? Ou estaria você precisando de algo novo, mesmo?

São dúvidas que precisa saber buscar suas raízes, onde começaram, o que motivou tais dúvidas e desejos surgirem. Está se apaixonando, se envolvendo sem sequer ter aproveitado, de fato! Isso é carência projetada!

O que ajuda é que ele por se padre, tem uma oratória bem treinada... e o próprio status acaba estimulando isso. Mas que padrezinho esperto filho da puta esse, hein? Isso só prova que está mais do que na hora da igreja católica rever esse arcaico conceito de padres não poderem se casar e tal. Eles fazem por baixo dos panos, sob o manto erótico do "homem intocável e proibido".

Me diga uma paróquia acima de qualquer suspeita e eu te mostrarei um pároco encoxando uma beata! É um exorcismo às avessas: tira o capeta, enfia o capeta, tira o demônio, enfia o demônio...

Ele quer só te comer? Sim, só te comer... Você é a primeira que o faz se sentir assim? Não, não é! E o fato dele ser padre não muda nada. Nesse caso, acaba sendo um agravante! Imagine que depois da foda ele sumirá alegando que "Deus mandou eu me afastar de você"! Ou então você está lá, de quatro pra ele, e o cidadão: "Ó, meu Deus... minha Nossa Senhora... Aleluia... ai, meu Santo Antonio!". O repertório de santos conhecidos por ele é extenso, pode ser bem cansativo esperar a homilia acabar!

Porra, és uma mulher viajada, estudada, bem-relacionada, aparentemente... Poderia fazer as coisas de uma maneira mais fácil pra você, não? Recomendo que assista "Amor Sem Escalas" e aprenda como se faz!

5 comentários:

  1. carol disse...
  2. É difícil pra alguém criada na igreja católica e que ainda mantém a fé católica apesar de tudo ( e olha que tem "tudo" na lista, hein?) opinar...
    Felipe usou muitas aspas..e eu entendo pq... o padre está totalmente saindo fora de td q se espera dele... e celibato é algo muito cruel mesmo. Tem suas razões de ser, mas essas razões se perdem a partir do momento que a coisa passa a ser feita por debaixo dos panos e todos agirem como se não fosse feita.
    A grande questão é se os dois tem a coragem de largar seus "empecilhos" pra ficarem juntos. Sim, pq ela se questiona o q será q ele quer dela.. mas e ela.. o que quer dele?
    Se acharem q vale a pena... deixem acontecer e larguem seus empecilhos e vivam felizes juntos...pq parece que alguém aí jah está bem envolvida, apesar do casamento.
    Avaliem oq que querem... se uma aventura proibida... ou algo pra valer mesmo;...
    beijokas

  3. Anônimo disse...
  4. Com todo respeito ao blog e ao serviço social realizado, mas a mulher é uma adultera, e o padre um aproveitador, e adultero tb, pois está escrito na Biblia que quem fica com mulher casada é tão traidor quanto a traidora, Danthe Aligueri em sua Divina Comédia, de cara jã lhe colocaria no segundo degrau do inferno, pela traição, mas o último, e o pior dos nove degraus do inferno, segundo Danthe, prefiro q vc leia o livro, pois quem sou eu p julgar alguém...
    E querida, o dono do blog colocou muito bem, essa história de amigos dos amigos, viagens a Roma, q o paroco conhece seu marido, isso tudo é blá, blá, blá p sua condição de adúltera...

  5. Lady Mayfair - Carol Caran disse...
  6. "Adúltera" é uma palavra que eu só imaginei voltar a ouvir em novelas... rs No fim das contas, a maioria das mulheres só quer se sentir única e especial. Mulher de padre vira mula sem cabeça, não é não? rs

  7. carol disse...
  8. Em uma história onde muita coisa já está errada sob o ponto de vista cristão católico.. de que ajuda apontar o dedo???
    Já que eh pra falar em termos cristãos... nem Jesus deixou que Maria Madalena fosse apedrejada.. o castigo não diz respeito a nós...
    isso é problema do livre arbítrio de ambas as pessoas envolvidas...
    de maus exemplos a igreja está cheia... e os casamentos por aí afora também..
    que pelo menos eles consigam resolver a situação deles de acordo com o que lhes convier e as consciências de ambos permitirem..
    o julgamento não é pertinente aqui no blog e usar um livro pra julgar não é lá muito cristão também...(pense nisso querido ou querida anônima)
    melhor deixar que os dois respondam por seus próprios atos...

  9. TainanSEP disse...
  10. Puats essa historias ta meio estranha, de verdade do fundo do meu coração espero que não seja verdade. Não acho que a igreja devesse acabar com o celibato, acho que pessoas como esse tal padre e e essa adultera devessem escolher caminhos aos quais pusessem seguir. Bom,estou torcendo pra que nada aconteça. rs achei que o felipe fosse pegar mais pesado com a resposta...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...