“Acordei sentindo algo subindo no meu corpo. Quando abri os olhos, era meu cunhado passando a mão em todo meu corpo”

Posted: | por Felipe Voigt | Marcadores: ,
Querido Ogro:

Bom minha história é mais ou menos assim: eu tenho 17 anos e, quando completei 16 anos teve uma festinha na minha casa, nada muito grande. Quando deu certo horário, todos foram pra suas casas, mas meu cunhado dormiu aqui. Era pra ele ter dormido na sala com minha irmã só que ela o levou pro meu quarto e minha cama é ao lado da dela.

Acordei umas duas e meia da manhã sentindo algo subindo no meu corpo, até pensei que era algum bicho. Quando abri os olhosm era meu cunhado passando a mão em todo meu corpo, sinto nojo até de lembrar tudo que ele fez. Nós nunca transamos, mais essa não foi a primeira fez que ele fez isso. Mas com um tempo não aguentei ficar calada e falei aos meus pais sobre a primeira vez ele que fez isso, mas tive medo de falar sobre as outras vezes, e agora não tenho nem coragem de falar mais.

No inicio de tudo quando os meus pais ficaram sabendo, começaram a tratar o meu cunhado estranhamente, só que com uns meses após era como se nada tivesse acontecido, ele continua com as mordomias aqui em casa, e quando ele faz algo que eu não gosto aqui eu tenho que ficar calada sem reclamar porque se eu falar algo meus pais brigam comigo.

Já não sei mais o que fazer, comecei a ter insônia, medo de várias coisas, uma delas é que eu não consigo mais ficar sozinha com meu pai porque tenho medo dele fazer a mesma coisa comigo. Meu pai sempre foi meu espelho, meu herói mais de uns dias pra cá só sei ter raiva dele. Toda dia que meu cunhado chega aqui em casa eu me tranco no quarto e choro, estou ficando desesperada sem saber o que fazer às vezes me dá vontade de sair de casa, outras vezes choro feito criança.

Minha irmã não é casada com meu cunhado, ela tá noiva dele há quatro anos (ela não sabe de nada, porque mesmo que eu dissesse a ela, não acreditaria) e sei que nunca irão casar porque tudo que eles querem aqui eles tem. Meus pais querem que eu o trate normalmente mais eu não consigo, dele só consigo ter ódio só isso. Mas no meu ponto de vista era como se meus pais já tivessem esquecido tudo que acontece.

Eu tento esquecer mais é impossível, o ver todo dia na minha casa só me maltrata, é como se eu revivesse tudo de novo. Tento procurar um psicólogo mais não tem como, porque sempre que tento comentar o assunto com eles mais eles fogem.

Eu não consigo mais conviver com ele dentro da minha casa, falo todos os dias aos meus pais que não o suporto mais é como se já tivessem acomodados a essa situação. Me da uma ajudinha ai Querido Ogro!


Minha cara perdida,

Primeiro: calma! Está tudo recente e em crescente transtorno. Quanto mais tenta não pensar nisso, mais você se vê presa ao pensamento e à sensação. Ainda mais por vê-lo todos os dias. E fatalmente a cara com que ele olha para você não ajuda, certo? Aquele olhar de quem come com os olhos, de quem tem algo seu e que pode usar quando quiser. É quase como se ele se sentisse dono de você só por ter sido “macho” de ter feito o que fez.

Eu conheço esse olhar nojento. O vejo por aí, em cada homem que corre para a calçada ao ver uma menina descer a rua, ao ver uma mulher com decote no ônibus, ao parar o carro para secar alguém com as pernas à mostra. Mas no caso dele, o olhar é ainda pior... é mais repugnante, te traz mais dor ao estômago.

Mas vamos lá: o fato dele não ter transado contigo não muda nada. É a mesma invasão, o mesmo desrespeito, a mesma violação. E te causa o mesmo transtorno, revolta, dor e culpa. Sempre cai um “será” na cabeça nessas horas, não? Será que se eu tivesse gritado, ele teria parado na primeira? Será que se eu tivesse contado para minha irmã, ela acreditaria? Será que eu gostei? Será que eu incentivei esse comportamento? Será, será, será?

Nessas horas, a pior dúvida é justamente a dúvida que corrói e não para de martelar. Mas espero que consiga entender o fator primordial disso: NADA do que você possa ter feito justifica isso. NADA. Uma camisola de dormir mais curta, um pijama mais transparente, uma brincadeira inocente... Você estava na sua casa, ao lado de pessoas que confia e se sente à vontade. Nunca iria esperar isso dele. Portanto, o erro não foi seu, foi dele! Isso precisa mesmo ficar claro pra você.

Outra coisa: não se sinta culpada por não ter contado à sua irmã ou, ainda, por ter contato aos seus pais. Não é algo que deva ter vergonha, apesar de se envergonhar por ter sofrido esse abuso. Entendo que a forma como eles lidaram foi a menos indicada, mas ainda assim você criou coragem para verbalizar isso de alguma forma, assim como fez comigo. Isso é bem necessário para que você consiga assimilar o que sofreu e não ter medo de continuar a falar.

Os seus pais lidaram com isso da forma como a maioria lida: vamos jogar em uma gaveta para que ninguém mais toque no assunto e sigamos “felizes para sempre”. Eles fingem que não sabem, você finge que está tudo bem e tudo segue assim. Mas você precisa de alguém que te dê o mínimo de segurança. Ainda mais com esse filho da puta morando em sua casa!

Por isso pegou descrença no seu pai e até teme que ele faça o mesmo. Suas referências masculinas estão abaladas justamente por ele não ter tido a coragem de socar na cara aquele monstro que subiu em você. É o que se espera de qualquer pai, de qualquer homem, de qualquer ser humano: que soque um canalha desses. Você mesma tem vontade disso toda vez que o vê. E se sentiu desamparada quando mais precisou de um protetor.

Eu tenho um conselho bem radical para isso: durma com uma faca embaixo do travesseiro. Sim, uma faca! Isso te trará uma muleta de segurança para chorar menos e sentir menos medo. E se ele aparecer em sua frente novamente, tire a faca e mostre para ele e diga que não terá medo de usar caso ele tente algo de novo. Pode parecer que não, mas esses covardes morrem de medo de serem confrontados, por isso usam da manipulação emocional e psicológica. Usam de ameaças, de olhares inquisidores, de risadas maliciosas e sarcásticas, mas no fundo morrem de medo de serem expostos. E justamente por ser você a que tem o poder de o expor, ele vai tentar te calar o máximo que puder.

Mas você tem poder sobre ele, não o contrário.

Ainda acho que deveria conversar com sua irmã. De forma bem aberta e clara, sem tentar amenizar o impacto disso sobre ela. Abra o jogo quando estiverem as duas sozinhas, diga que não se sente à vontade com ele porque ele já te molestou, diga quando foi e que você nunca provocou isso. Por mais que ela tente te culpar, saiba que será uma fuga para tentar justificar uma realidade conturbada. É natural que ela te culpe a princípio, apesar de não ser o esperando nem o ideal. Só que é melhor você tirar isso de você, até mesmo para te ajudar a se precaver da presença dele.

Ao relatar para ela, inclusive que seus pais sabem, você terá um motivo para não querê-lo em seu quarto, em sua companhia, em nenhum lugar! Por mais que ela não acredite em você, ainda assim ela irá desconfiar se essa história não tem um fundo de verdade. E não gostará de vê-lo perto de você, o que até será algo a favor agora.

Ou se não está tão confortável para contar a ela, entre pela tangente: diga que uma amiga sua está passando por isso e pediu conselhos a você. Conte a sua história como sendo a de uma amiga e veja a reação dela. Isso te dará um pouco de orientação sobre como ela irá agir quando contar que a amiga, no caso, é você.

O mesmo deve fazer com seus pais: confronta-los. Aproveite que o assunto está em pauta e use isso. Mostre que você está fragilizada, que precisa de ajuda, de carinho de verdade, de proteção. Cobre deles a responsabilidade deles ao se calarem ante algo tão abominável. Você tem 17, está em uma fase onde é normal questionar e confrontar os pais. Use disso, faça da sua idade algo a seu favor. Por mais que te tachem de louca, de surtada, de qualquer coisa. Você sabe que não é assim e você sabe que o que aconteceu a você é algo horrível. Não está errada em querer que façam algo. Porra!

Apesar de se sentir sozinha, não está sozinha. Tanto é que encontrou meu blog, não? E criou coragem de falar sobre isso comigo. Assim como outras meninas por aqui. E de certa forma, isso te deu coragem para se expor, mesmo que ninguém aqui saiba que você é você. Foi preciso muita coragem para me mandar esse e-mail. Isso prova que está com vontade de combater esse medo que te toma conta.

Faça isso: tente verbalizar com eles, durma com a faca e não tenha medo dele. Não sei como tem sido a postura dele com você desde então, mas saiba que é ele quem precisa ter medo de você. Porque a qualquer momento você pode ir a uma delegacia ou ligar para o Disque 100 e denunciá-lo. Entendo que recorrer a isso é se expor, mas ainda assim é uma outra alternativa que deve tentar para se sentir menos insegura.

Sua casa precisa ser seu refúgio, não seu cativeiro. Se está em uma guerra interna, faça do seu quarto justamente uma trincheira. Se arme, não tema, saiba que está amparada por milhares de pessoas que sofreram coisas parecidas e que sabem o que você está sentindo. E muitas se armaram para combater aquele que sobe em sua cama nos seus pesadelos. Isso precisa ser combatido internamente.

Se precisar, me mande outros e-mails e conversaremos apenas nós dois.

22 comentários:

  1. Bruno de Oliveira disse...
  2. Que coisa tenebrosa. Força para você, mocinha. Não existe jeito certo de se lidar com isso, seja o que for que você faça, vai te causar uma imensa dor. Contudo, você pode buscar uma ação que te liberte e te faça se vencer o domínio dessa situação horrendo sobre você. Parabéns por dar início a isso tratando do assunto, há muita gente que passa por abusos e nunca consegue verbalizar isso. Você conseguiu. Agora continue buscando um meio de vencer isso.

  3. Anônimo disse...
  4. Eu também passei por uma situação igual a essa, só que o nojento era o meu padrasto. Quando contei a minha mãe que ele espera todos dormir e andava na ponta dos pés até o meu quarto, para mexer em mim, pensei que a minha "melhor amiga" lutaria por mim, afinal é minha mãe, mas ao invés disso ela o perdoou e disse para orar que tudo iria se resolver. Depois disso eu me vi sozinha, as atitudes nojentas dele só pioraram, passou a me observar pela báscula do banheiro, quando tomava banho, fez buracos pelas paredes e teto de todas as partes da casa, eu tomava banho no escuro e também me trocava no escuro, quando eu chegava na escola, os colegas riam de mim, minhas roupas quase sempre estavam do lado avesso, eu nunca contava a ninguém o porque. Minha mãe entrou em depressão e as doenças do psiquê começaram a afetar seu corpo, constantemente ela ia parar no pronto socorro toda torta e cheia de dores que não se achava de onde vinha, com medo de piorar a situação da saúde da minha mãe, fiquei calada e sozinha. Quando os anos se passaram e pude jogar tudo o que estava entalado na minha garganta, eu ouvi da minha mãe:"Você esperou todo esse tempo para contar? Então você gostava!". E é com um pedaço da minha história que quero fazê-la pensar, eu tentei poupar a minha mãe, e olha o que recebi? Quão cruel foram essas palavras a mim. Não espere nem mais um dia, corra e conte a sua irmã, o que ela irá fazer a partir daí não importa. pense eme você!

  5. Anônimo disse...
  6. tenho 15 anos era uma pessoa muinto inteligente sempre tinha respostas pra tudo defendia as pessoas q eu axa q estavam sertas. quanto fiz 14anos tinha uma amiga era minha melhor amiga, tinha um cara ameaçando ela por msg eu fikei incredula com akilo e logico q como senpre eu ia ajudala + eu era uma menininha inocente num sabia como, peguei o numero dele e comecei a ameaça-lo dizendo q era a mae dela + dois dias depois que eu disse q se ele naum parace de mandar msg pra minha "filha" eu iria denuncialo. ele me ligou disse meu nome eo meu indereço como senpre naum fikei com medo a gente discutiu eu falei q oq ele estav fasendo era crime e ele podia ir preso e por final falei q ele naum era homem pq fikava ameaçando meninas ele c iritou disse q eu iria pagar por ser atrevida, ele naum me ligou nem mandou msg durante auguns dias. axei q ele tinha me esquecido + um dia enquanto ia pra escola um carro parou do meu lado eu naum o conhecia ele flo pra q eu entrace recusei ele me obrigo ele estava com + um homem a entrar ele tinha uns 26anos dentro do carro no do meu lado tinha uma farda ele era policial ele me levou em um lugar onde naum tinha + casa era uma fasenda velha eu fikei quieta o caminho todo estava com medo + naum demonstrei naum qeria q eles vissem me obrigaram a sair do carro com violencia me levaram para dentro dakela casa q estava suja depois me ponharam sentada em uma cadeira, comesaram me apaupar como c estivecem procurando augo em meu corpo dai comesou a faser perguntas do tipo pq eu tinha o dasafiado dai se auguem avia me mandado faser akilo eu naum respondi nada só o encarei uma forma q eu axei de faser ele pensar q eu naum estava com medo isso fes ele perder a paciensia e bater em minha cara com muinta força fes meu rosto oegar fogo msm assim naum chorei continuei a encara-los em silencio axo q isso os deixava + irritdo foi quando eles começaram a me apaupar e a sentir praser depois tiraram minha ropa e fizerm sexo cmg so ai minha expressao facial q estava intacta mudou virou pavor eu estava apavora com medo e entao ele disse q se eu contace pra auguem ele iria acabar com minha familia e q era palvra de uma menininha contra a de 2 policias entao ele me pergunto c eu ia conta pra auguem eu disse q nao q naum ia ai ele me levo até minha casa falo pros meus pais q eu estava passando mal e fez o favor de me levar até em casa meu pai muinto simples convidou o canalia pra entrar e naum tive coragem de conta pro meu pai ele ainda me usa quando qer tenho medo de falar isso para os outros pois pensso q ele naum vao acredita em mim e odeio minha amiga naum sei o motivo me afastei dela e dos outros amigos q eu tinha og vivo só

  7. Anônimo disse...
  8. me ajuda vai entra ai fala auguma coisa ja naum sei + oq faser!!!!!!!!!!!!

  9. Felipe Voigt disse...
  10. Me manda um e-mail e conversaremos por lá... ok?

  11. Anônimo disse...
  12. eu passei pelo mesmo a vc vai superar amiga...!!!

  13. Gabriel disse...
  14. Nao se preocupe pessa ajuda a sua mae,seu pai e sua irma e se eles disserem que é mentira o que esta dizendo voçe pode disser com confianca: "voçes acham que eu brincaria com um negocio desses? Assim que nao tenha medo deus é justo ele nao ve com bons olhos pessoas assim e quando conseguir ficar bem e tocar sua vida nao queira se vingar pois lembresse a vinganca é uma coisa que pertense a deus.

  15. Anônimo disse...
  16. Noos .. Passei poor algo quase igual só que foi com meu padrasto.. Contei pra minha mae mas ela nao acreditou... Fugi de casa e fui morar comeu namorado, que eu AMO muitao..

  17. Anônimo disse...
  18. COMPRA UMA ARMA E DÁ UM TIRO NA CABEÇA DELE!

  19. Anônimo disse...
  20. Por favor tenho 16 anos nao sou virgem o que eu faco

  21. Anônimo disse...
  22. Minha filha, você tem que ir é na polícia, na delegacia da mulher e contar, prestar queixa! Não fica quieta não, é perigoso para você. Você tem que evitar coisa pior; arrume um emprego, um bom namorado, e tente sair de casa, ter sua vida, comprar suas coisinhas, viver feliz, passear, ter um lar seu, estudar. Tente perdoar eles; seus pais e irmã estão coniventes porque têm medo que algo aconteça, que sejam indiciados pela polícia por conivência, pois isso é abuso sexual. Não tenha medo deles, pois são inferiores a você; tenha pena deles, mas não aceite o erro que eles cometem.
    Se cuida!
    Deus está contigo e te ama muito, viu querida?!

  23. Anônimo disse...
  24. Estou vivendo momentos de terror minha fiha se separou do marido r foi la pra casa ela tem 19anos e tem uma fiha de 3 anos hoje de manha me acordou de madrugada dizendo que ia voltar porque meu fiho de 15anos irmao dela enquano ela dormia tocou suas partes intimas me ajudem por favor to pensando em me matar

  25. Anônimo disse...
  26. Minha mae se ajuntou com um homem que eu nao goato dele e eu tenho medo dele tentar alguma coisa comigo, poe exemplo tentar abusar de mim. O que eu faço pra tentar evitar que isso possa acontecer??

  27. Anônimo disse...
  28. querido ogro
    eu queria pedir ajuda isso q vou te fala aconteceu com migo a aguns minutos atrass minha irma eh casada e meu cunhado aquele nojento mim olha de um geito estranho ele hj tiro a roupa e mim mostro oq n devia eu vinha percebendo a algum tempo atras isso mas nem liguei ne mas agr ele fes isso mim ajuda ñ sei oque fazer to com medo penso em sair de cs sem dizer o motivo tipo fugir penso em liga pras minhas colegas pra desabafa mas tenho medo mim ajuda pfv eu te enploro bjs :* to com muito medo dele fazer alguma coisa a mas ele ja mando fotos indecente pra minha irma mas velha q eu ela tem 16 anos ela falo pra minha mae minha mae convrço com ele mas n disi a meu pai mas se eu for fala eu vou dizer a meu pai pq minha mae n resolve nd,um dia fui a praia ele tbm foi ele pego na minha bunda de um geito nojento falei pra minha mae mas ela n fes nd (URGENTE)

  29. Anônimo disse...
  30. aconteceu com migo uma coisa parecida só que foi com um amigo do meu irmão. .eu sempre tive trauma de homes eu nunca sabia o pq mais eu sempre tive pânico e medo de me violentarem eu sou do tipo de menina meiga e legal com todo mundo.. eu sempre fui de dar elogios de abraçar as pessoas que eu gosto e tal.. tanto é que eu sou amiga de todo mundo praticamente do meu condomínio. .todos me adoram e tal e eu sou do tipo nada maliciosa tipo, alguém pode ta falando sobre algo muito malicioso e eu demoro muito pra perceber bom eu tenho apenas 15 anos completei esses mês e a uma semana atrás descobrir esse blog e vi umas garotas falando sobre abusos de pais.padrasto.irmãos .amigos de parentes e etc.. e percebi e me identifiquei com um dos casos das meninas.. bom eu nunca contei sobre o acontecido com migo ora ninguém até pq por vergonha e medo e como ninguém me conhece aqui eu vou contar.. .
    Bom foi no ano , eu tinha 14 anos ainda .. bom meu irmão tem 16 anos e geralmente ele sempre levava os amigos pra jogar video game ou pra lanchar ou estudar na minha casa e os amigos que ele mais levava eram 3 o gustavo de 16 o rafael de 15 e o emanuel o mais velho o de 17 anos.. bom eu ja tava acostumada em acorda abrir a porta do meu quarto e ver os 3 na Minha casa e meio que eu falava com eles pra ser educada pq afinal eles vinham quase toda semana lá não tinha como ignorar eles .. bom eu sempte ficava na minha enquanto eles jogavam game.. e as vezes o emanuel me convidada pra jgr video game ou perguntava se eu queria algo pra comer e tambem elogiava muito os meus olhos que são verdes bem claros..tinha vezes que ele ficava conversando com migo no meu quarto eu achava normal..mais um dia eu tava de férias por 1 semana na escola e o meu irmão resolveu chamar só o Emanuel pra dormi por uns 3 dias lá em casa e tal.. eu nem liguei pq ja tava acostumada com ele e tal.. e nesse dia ele ja tinha chegado na minha casa e ja tava ate escurecendo..eu tava no celular e eles jogando game ai meu irmão falou que tava cansado e disse que ia dormi ai ele perguntou pro emanuel se ele ainda ia jgr game e o emanuel respondeu sim.. e tava eu lá do lado do emanuel escutando musica e ele jogando ai do nada o emanuel bota a mão em cima da minha coxa ..de começo eu não liguei mais ai ele comecou a alisar minha coxace eu tava de short ai ele me abraçou e me sigurou e be beijou na boca .. minha reação foi empurrar ele .. e ele não fez nada só pediu desculpa eu fiquei com cara de assustada ai ele desligou a tv e o video game e disse que ia dormi ai eu fui pro meu quarto e tranquei a porta no outro dia eu tava morrendo de vergonha de olhar pra cara dele até pq eu só tinha 14 e ele era quase maior de idade e tal.. mais ai eu abrir a porta e vi ele eu e ele ficamos com olhares desviados eu não tive um pingo de vontade de falar oi por vergonha ai ele ficou mais dois dia na minha casa e foi embora ai ele voltou depois de uns 4 dias e desde então ele olha pra mim com uma cara de desejo não sei explicar direito.. e agente não se fala mais como antes e me sinto encomodada em ficar sentada do lados dele sozinha e até hj ele vem na minha casa e ja ta com seus 18 anos..meu irmão nunca ficou sabendo disso e nem minha mae..e acho que ele também não contou a ninguem sobre o beijo eu fico me perguntando será que a culpa disso foi minha ? pq eu sempre fui cariosa e meiga com todos eu não sei se a culpa foi minha ou se ele gostava de mim .. alguém pode me explicar isso por favor ?

  31. Anônimo disse...
  32. Olá, eu tenho 15 anos e estou passando por um problema parecido e já não estou conseguindo lidar bem como anteriormente. Estou tendo dificuldades para dormir e muito medo. Meus pais são apaixonados pelo meu cunhado. Ele vive aqui praticamente. Participa de todos os almoços de família, usa o nossa carro quando bem entende e participa de todos os nossos assuntos. Nunca gostei dele pra falar a verdade, é de uns tempos pra cá quando acordo durante a noite ele está me encarando. Um dia acordei com ele me encarando e com meu rosto molhado de água (?), e sempre que acordo ele sai correndo, acho que para que eu não conte a ninguém. Eu e minha irmã dormíamos no mesmo quarto em um beliche, ele dormia no chão e quando eu acordava ele estava me olhando, nossos quartos atualmente são separados, e ele sai do quarto da minha irmã pra ir até o meu. Agora durmo sempre de moletom e com cobertor até a cabeça. Mas sempre vou dormir com a porta fechada e quando acordo ela está aberta. Ontem aconteceu de novo e quando acordei ele correu para o guarda roupa onde guardamos os cobertores achando que eu não tinha percebido que ele estava pegando na minha blusa. No mesmo momento voltou e me encarou, ai eu já estava com muita raiva e assustada e perguntei o que foi, pediu desculpas, todo cínico, por ter "me acordado" e falou que queria um travesseiro. Eu não sei o que fazer. Tenho quase certeza que se eu contar ao meu pai ele vai rir e zoar com a minha cara. Minha mãe talvez acredite, mas minha irmã NUNCA acreditara em mim. Eu preciso muito de ajuda, rezo todos os dias pedindo por proteção e estou desesperada, nada mede meu ódio por esse cara. O que eu faço?

  33. Anônimo disse...
  34. Me ajuda por favor, preciso de uns conselhos seus, por favor me ajude
    (Prefiro falar o que aconteceu só com vc! )

    Me ajuda por favor

    Meu email: mendesraissa123@gmail.com
    Obs:não sei seu email!

  35. Anônimo disse...
  36. Vc tem q contar uma vez algo do tipo aconteceu cmg a sou menina quando aconteceu eu comeceu a andar com uma faca no sutia entao os caras voltaram a me abusar sexualmente entao eu peguei a faca e cortei o braço deles oque me deu tempo suficiente pra pegar o carro e ir prw delegacia dizer tudo entao acreditaram em mim e os homens ainda estao presos pois oq eles fizerqm era mt grave e vao ficar presos por mais 10 anos isso se n fugirem

  37. Unknown disse...
  38. Sei q ja passou tempo mas caso ainda nao se tenha resolvido podes ir ao medico. Faz queixa, fala para o mundo a verdade. Mesmo nao sendo virgem. Possivel determinar se alguma vez foste abusada. Eu passei por momentos semelhantes. Quando o meu corpo se comecou a desenvolver o meu padrasto me tocava mas eu nao sabia o q significava.no ntanto quando descobri conti para a minha prima e ela disse q era mwlhor contar para a minha mae. Eu fiz. Ela nao acreitou em mim defendeu-o ate que eu descobri q ele fazia isso como a minha mna mais nova. Ai me passei e quase q o matei com uma faca se nao fosse uma amiga q estava la cmg. Eu aprendi q se e para defender entao tenho q me defender a mim. Nao posso contar com a minha mae para nada. Um ano mais tarde o pai do meu padrasto tb me tentou absar e um vizinho mei tb. Eu defendime sozinha pos sempre q me dirijia a ela ela gozava cmg. Espero q de alguma forma te tenha ajudado. Lembrate, so estaras sozinha se te virares as costas a ti mesma

  39. Filipa Rodrigues disse...
  40. Espero q a situacao esteje resolvida ma conta para os tus pais msm q aches q nao vao se importar. Tentar custa e pior nao ira fazer. Se os teus pais reajirem como preves entao vai a delegacia e faz queixa isso e crime e mesmo q os policiais nao facam nda sempre lhe vais mostrar q nao tens md dle

  41. Anônimo disse...
  42. quando eu tinha mais ou menos 4 anos a melhor amiga da minnha mãe tinha um filho e a gente começou a brincar juntos eu n lembro oq aconteceu só de alguns fraguimentos pois era bem nova ele começou a abusar de mim sexualmente mas n só ele uma menina tbm (os dois eram bem mais velhos q eu) eu tenho medo de garotos até hj e tenho dificuldades pra falar com um. Uma coisa q me lembro q me traumatizou foi quando ele me penetro no anus aquilo foi horrivel e até hj eu n tive coragem de dizer a ngm nem mesmo para os meus pais pq tenho medo do meu pai tbm

  43. Anônimo disse...
  44. Olha to vendo a galera se manifestando aqui ... falando faça isso ou aquilo de verdade só existe uma saída ... DENÚNCIA .... e pede medida protetiva... ntregae todo mundo que sabe e não fez nada, são todos culpados... vc já é uma mocinha....pelo visto bem inteligente.... não vai ser fácil mas vc precisa tirar essa angustia do coração e ser realmente feliz nem que seja em outro lugar refazendo a sua vida ao lado de pessoas que realmente se importam.. quem sabe e não faz nada também e culpado de privar a sua felicidade .... procure a delegacia da mulher... vc terá todo suporte com ajuda da assistencia social... até poder trilhar sua pópria carreira .. que pelo visto será em breve... então estude entre numa federal bem longe..peça bolsas, trabalhe se sustente e estude... vc tem uma missão incrivel neste plano que é dar o exemplo de superação.

    SOU HOMEm, PAI e me comovi com sua história eu mataria esse FDP sem precisar de provas so pela palavra da minha filha.... pq eu a amo e vou proteger.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...